Semana Santa no Tejo Restaurante

Bacalhao no forno.jpeg
Bacalhau de forno

O costume do brasileiro de comer bacalhau na Semana Santa é uma herança portuguesa. Nada melhor, portanto, que se deliciar com as opções da iguaria no Tejo Semana Santa já é tradição: bacalhau na mesa do brasileiro. Como a maioria da população tem influência católica, abster-se de carne vermelha é algo comum nesta época do ano. Mas, por que, então, o bacalhau como opção? A resposta é óbvia: nossos queridíssimos amigos portugueses nos deixaram essa deliciosa herança. Há várias possibilidades de se servir a iguaria, todas elas preparadas com muito carinho no Tejo Restaurante.

Bacalhau a lagareira
Bacalhau Lagareiro

Manuelzinho Pires mostra, saudoso de sua terrinha, os vários tipos de bacalhau disponíveis na casa: o mais novo é o Bacalhau com Queijo da Serra (R$149), perfeito para quem quer provar o queijo de ovelha mais antigo de Portugal. Há também o Bacalhau ao forno (R$129), o Bacalhau à Lagareiro (R$129) e o Cozido à Portuguesa (R$129). Para os mais ousados, a boa pedida é a Açorda de Bacalhau (R$85) – uma deliciosa sopa, feita com pão amolecido na água do bacalhau, alho, louro, ovo, coentro e azeite.

Bacalhau com Queijo da Serra (12)

Quem quiser um prato mais leve, o ideal é a Salada de Bacalhau com grão de bico (R$75), ou talvez algum petisco, como a deliciosa Patanisca de Bacalhau (R$75), feita com farinha de trigo e lascas de bacalhau. Há também o Arroz de Bacalhau com espinafre (R$85), o Bacalhau de nata (R$85), o Bacalhau Espiritual (R$79) e a Meia desfeita de bacalhau (R$59), uma saborosa entrada feita com grão de bico. Por fim, um petisco com um nome um tanto quanto capcioso: a Punheta de Bacalhau (R$59). Apesar da pouca elegância nominal no Brasil, o termo, em Portugal, significa “punhado”. O prato possui um sabor inigualável, levando azeite, cebola, alho, azeitonas pretas, salsa picada e pimenta do reino.

Quinta São João Batista.JPG

Para harmonizar, o sommelier da casa, Eugenio Cue, indica alguns vinhos, como o marcante Quinta de São João Batista Reserva Shiraz, que sai por R$199. Há também o Topázio Reserva, do Douro (R$149), e o branco espanhol Ababol Vendejo, atraente e delicado, ideal para os pratos mais leves. Ele custa R$179.

Semana Santa no Tejo Restaurante

Horários: de terça a sábado de 12h às 15h e de 19h às 00h e aos domingos, somente para
almoço, a partir das 12h.
Endereço: 404 Sul, Bloco B, loja 27
Telefone: 3267 7005
Facebook: Tejo Restaurante

Edição: Su Maestri

logo vinho capital

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: