Um papo de sommelier: vinhos chilenos

AZMM-43 (1).jpg
Sommelier  Rafael Sá 

“Os vinhos chilenos são adorados pelos brasileiros, tanto pela versatilidade quanto pelos preços convidativos” afirma Rafael Sá

O Chile é um dos maiores produtores de vinho atualmente, apesar de ser do novo mundo. Os vinhos chilenos são os mais consumidos pelos brasileiros. Sessenta por cento das importações brasileiras no ramo dos vinhos vêm do Chile. Isso ocorre devido a uma mistura de boas condições climáticas, visão empresarial e governos que apostaram no livre comércio. Em se falando de clima, o Chile sai na frente por possuir três barreiras naturais: a Cordilheira dos Andes, o Oceano Pacífico e as geleiras da Patagônia. Elas protegem o ecossistema de microrganismos.

Santiago_vinos-Centro-Chile

Os vinhos brancos estão associados à costa, porque a luz do sol passa pela bruma do mar e se dissipa, em vez de incidir diretamente sobre as uvas. As noites muito frias e os dias quentes fazem com que a uva amadureça mais lentamente. Sob a influência da brisa do mar, no centro do país, assim como do Rio Limari, no norte, os vinhos brancos chilenos se tornam muito frescos, aromáticos e minerais.

Casas del bosque

Já os vinhos tintos se beneficiam da proximidade à cordilheira e do terreno pedregoso. Nessas áreas, a temperatura vai dos 38 graus centígrados de dia aos 8 graus durante a noite. A raiz das plantas se estica até as pedras mornas e com esse contato produz mais tanino — a alma do vinho, responsável pela sensação de acidez na boca e pelos benefícios antioxidantes para o coração.

Ventisquero

Além disso, o Chile possui vinhos de todos os preços, que agradam todos os tipos de público. Algumas das opções que Rafael indica são: Ventisqüero Yali Cabernet Sauvignon, do Vale Central; Ventisqüero Yali Reserva Pinot Noir, do Vale de Casablanca; Casas del Bosque (já ganhou diversas vezes a melhor vinícola do Chile) Reserva Sauvignon Blanc, também do Vale de Casablanca; Maquis (vinícola garagem/boutique) Rosé, do Vale de Colchagua e o Casas del Bosque Gran Reserva Carignan, do Vale do Maule.

Texto original: Sommelier Rafael Sá

Edição: Su Maestri

logo vinho capital

Imagens: Divulgação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: