Novo lote de espumantes Miolo será submerso em mar francês

unnamed (1).jpg

Primeira vinícola brasileira a envelhecer espumantes em uma cave submersa, a Miolo anuncia a imersão do segundo lote de seu Miolo Cuvée Tradition Branco Brut e revela outra novidade: garrafas do Miolo Cuvée Tradition Brut Rosétambém serão colocadas no mar da província de Bretagne, na França.

A operação está agendada para o mês de junho e, assim como no primeiro lote que repousa atualmente no mar, os novos lotes permanecerão no local por um ano. O processo cria caves submarinas em condições ideais: escuridão, umidade total, temperatura e pressão constante.

unnamed

Segundo Adriano Miolo, superintendente do grupo, os efeitos resultantes da conservação dos espumantes no fundo do mar são observados em testes laboratoriais e degustações. Um rótulo submerso apresenta até 10 vezes mais compostos moleculares do que o envelhecido aos moldes tradicionais; esses compostos são responsáveis pela formação dos aromas e da complexidade do espumante. Em provas às cegas, os resultados indicaram destaques relevantes para afirmar a qualidade do método: os espumantes apresentam sabor mais rico e floral, adquirem complexidade sem perder o frescor, além de apuradas notas de manteiga e castanha.

 Todos os efeitos da primeira submersão no Miolo Cuvée Tradition Branco Brut poderão ser conferidos em breve: eles serão retirados do mar entre outubro e novembro deste anot e comercializados em edição especial no Brasil e na EuropaEm 2018 serão conhecidos os resultados no Miolo Cuvée Tradition Brut Rosé.

“O mercado está com grandes expectativas em relação à retirada das garrafas do mar. Aqui e na Europa o final do ano é um momento de grande venda de espumantes e, sem dúvida, apreciadores e colecionadores vão querer ter em suas adegas e comemorações o primeiro produto brasileiro envelhecido em cave submersa”, resume Adriano Miolo.

Os rótulos da linha Miolo Cuvée Tradition são elaborados no Vale dos Vinhedos (RS) com uvas Chardonnay e Pinot Noir pelo Método Tradicional, com fermentação na própria garrafa; o processo é o mesmo utilizado pelas maisons francesas para a elaboração de Champagne.

Grupo Miolo

O Grupo Miolo possui projetos em 4 regiões do Brasil com vinhedos próprios: em Bento Gonçalves (RS), no Vale dos Vinhedos – Vinícola Miolo (100 hectares); em Candiota (RS), Campanha Meridional – Vinícola Seival (200 hectares); em Santana do Livramento (RS), Campanha Central – Vinícola Almadén (450 hectares); e em Casa Nova (BA), Vale do São Francisco – Vinícola Terranova (200 hectares).

Edição: Su Maestri

963730_736025869760121_1590637826_o

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: