Restaurante Bartolomeu promove no dia 21/11, Wine Dinner do ícone Don Melchor

donmelchor.png

No próximo dia 21 de novembro (segunda-feira), às 20h.  o Restaurante Bartolomeu promoverá um evento voltado para apreciadores de grandes rótulos. Trata-se da Wine Dinner Don Melchior. O jantar cuidadosamente harmonizado com os vinhos da grande vinícola chilena Concha y Toro, terá a seguinte composição:

bartolomeu-2_2.jpg

Entrada: Focaccia parmesão, Parma e pesto; Pratos Principais: Risoto de Camarão e Lula ao açafrão, harmonizado com o vinho Marquês da Casa Concha Chardonnay; Ossobuco de Cordeiro  com polenta italiana cremosa, harmonizada com Don Melchor, 2011; Bifes de Tiras com arroz Bartolomeu, harmonizado com o vinho Don Melchor, 2012 e sobremesa será servido as tradicionais  Casquinhas doces.

A  História do Ícone Don Melchor

don-melchor-de-concha-y-toro.jpg

Em meados dos anos 80 nasce a história do vinho Don Melchor, graças à iniciativa visionária de Don Eduardo Guilisasti Tagle, presidente da Vinícola Concha y Toro à época, que sonhava em criar um vinho excepcional, que expressaria fielmente seu lugar de origem e pudesse competir com os grandes vinhos do mundo.

Em 1986, quando o desenvolvimento de vinhos de alta qualidade na indústria de vinhos chilena era ainda incipiente, começa a se materializar um grande sonho na vinícola Conha Y Toro, que mudaria o destino dos vinhos chilenos. Neste cenário, Don Eduardo convidou seu filho Rafael e o enólogo da época, Goetz Van Gersdorff, a visitar em Buerdos, na França, o reconhecido mestre francês Emile Peynaud, para lhe apresentar os Cabernet Sauvignon procedentes do Vinhedo de Puente Alto. Peynaud reconheceu a excelência dos vinhos daquela origem e sugeriu que seu notório assessor, Jacques Boissenot, fosse o encarregado de liderar este projeto, que tomou forma sob o nome do fundador da vinícola, Don Melchor, e cuja primeira safra já saiu em 1987.

Desde a origem do Don Melchor o grande enólogo Jacques Boissenot  um dos mais célebres enólogos e consultores do mundo, reconhecido  pela Revista Decanter o enólogo da década esteve envolvido no processo de mistura final deste vinho, até sua morte em agosto. Primeiro assessorando a Goetz Von Gersdorff, e em seguida – junto de seu filho Eric – ao enólogo Enrique Tirado, que se juntou à equipe em 1995. E graças à sua extraordinária sensibilidade e sua incansável busca, estudo e rigor de diferentes terrenos, Tirado está por trás do Don Melchor desde 1997. Uma década depois da primeira safra de Don Melchor, em 1997, é selada uma aliança estratégica entre Concha Y Toro e a prestigiada companhia francesa Baron Philippe de Rothschild, responsável pelo legendário vinho Château Mouton Rothschild, um dos cinco Premier Grand Cru Classé da França.

boissenot
Enólogo Jacques Boissenot

 

Vinhedo de Puente Alto

vinedo-p_big

A extraordinária qualidade obtida no Vinhedo de Puente Alto os anima a embarcar em um novo projeto: produzir um vinho de primeira linha, que unisse a experiência e conhecimento do Velho Mundo ao desenvolvimento de novos terrenos no Novo Mundo. Fruto desta união nasce Almaviva, uma montagem de variedades de origem bordelês, proveniente do mesmo Vinhedo de Don Melchor, o terreno de Puente Alto.

O Cabernet Sauvignon dos Andes e do Don Melchor

CABERNET-SAUVIGNON-VINEYARDS.jpg

A qualidade marcante de Don Melchor provém do Vinhedo de Puente Alto, um dos históricos vinhedos que formam a base da tradição chilena do vinho, situado no Vale do Alto Maipo, aos pés da Cordilheira dos Andes.

Uma das características mais importantes da propriedade é que ela se encontra sobre o terreno aluvial mais antigo do rio Maipo, cujo solo é composto por uma alta quantidade de minerais, argila, pedras e cascalhos arredondados devido à erosão causada por glaciares, que avançaram das montanhas ao vale, arrastando o material que se depositou no terreno, conferindo um caráter único ao Don Melchor. Puente Alto se caracteriza por ter 30 centímetros de solo de textura franca, e em seguida, mais profundamente, por ter uma grande quantidade de pedras. Estes solos asseguram uma boa drenagem e uma baixa fertilidade, o que acarreta em uma restrição no crescimento vegetativo das plantas.

Outro fator relevante deste extraordinário terreno é a influencia fria da Cordilheira dos Andes, que se manifesta na forma de brisas frescas e em um amplo diferencial de temperaturas de dia e de noite durante o período de maturação. Estas condições favorecem a maturação lenta e homogênea dos taninos, junto com uma acidez mais acentuada, frutas vermelhas frescas e uma maior concentração de cor e aroma nos cachos.

O clima de Puente Alto se caracteriza por ser mediterrâneo e semi-árido e com uma pluviometria por volta de 350 milímetros. Corresponde a uma das zonas mais frias dentro do vale de Alto Maipo, com uma temperatura média anual de 14,5°C. O vinhedo corresponde a 217 hectares: 90% correspondem a Cabernet Sauvignon, 7,1% a Cabernet Franc, 1,9 % a Merlot e 1% a Petit Verdot. Está localizado na margem norte do rio Maipo a 650 metros acima do nível do mar.

th_3d50846af12964aff8812aab58631e42_vinedo-puente-alto-1-valle-del-maipo-2

 Aos pés da Cordilheira dos Andes, na bacia do rio Maipo, ele pertence à denominação de origem Puente Alto. Plantadas em 1890, as parreiras tinham, em média, mais de trinta anos de idade e correspondem a uma seleção masal pré- filoxerica, ou seja, cuja origem data das primeiras vinhas trazidas de Burdeos, no final do século XIX. Ao longo dos anos, foram identificadas no vinhedo pequenas diferenças nas videiras de Cabernet Sauvignon estabelecendo seis parcelas, onde cada uma é trabalhada de forma independente.

O manejo se dá fileira por fileira, observando as necessidades de cada planta, para alcançar o equilíbrio perfeito em relação às características climáticas de cada ano, que permitem que cada quartel transmita qualidades particulares à mistura final de Don Melchor. Em alguns anos, pequenas porcentagens de Cabernet Franc se somam ao vinho final. Se o vinhedo tem diferenças que fazem parte da produção dos vinhos Cabernet Sauvignon com diferentes notas e expressões, a personalidade é a mesma em todos os vinhos e é isso o que dá continuidade ao Don Melchor ao longo de sua história. “O estilo, complexidade e sutileza de Don Melchor nascem do perfeito equilíbrio entre o solo pedregoso de Puente Alto, o vento frio que desce da Cordilheira dos Andes, o generoso clima de Vale do Alto Maipo, os anos que levaram as parreiras a oferecer suas melhores uvas e o cuidadoso trabalho do homem”.

Enrique Tirado o Enólogo por trás do Don Melchor

20726457

O enólogo Enrique Tirado desenvolveu uma longa e distinta trajetória na Viña Concha y Toro. Ingressou em 1993 como encarregado das marcas premium da Companhia e, a partir de 1997, assumiu como enólogo gerente, a responsabilidade das marcas super premium e ultra premium da Companhia.

Foi a sua extraordinária sensibilidade enológica, junto com o seu incansável rigor, dedicação e estudo dos diferentes terroirs, o que permitiu-lhe ser designado em 1999 como enólogo exclusivo de Don Melchor, o vinho ícone proveniente do destacado e reconhecido vinhedo de Puente Alto, localizado aos pés da Cordilheira dos Andes na margem norte do rio Maipo.

“Don Melchor é para mim a procura constante de um conhecimento sensorial de cada uma das parreiras dentro do vinhedo, de modo a me aproximar e conseguir atingir cada vez mais a beleza do equilíbrio. Essa é minha verdadeira paixão. Utilizo a tecnologia como ferramenta para alcançar um maior conhecimento. Mas Don Melchor está em cada parreira do vinhedo. Gosto de observá-las e ouvir cada uma delas, para trabalhá-las de modo de conseguir o equilíbrio perfeito em cada colheita”

Sua paixão pelo terroir levou-o a desenvolver o primeiro estudo de solos e terroirs realizado no Chile, em conjunto com o Institut National Agronomique Paris-Grignon (INA P-G), uma das mais prestigiosas entidades acadêmicas da França. Seu rigor e seu constante estudo de temas de solo, clima, condução agrícola e implementação de novas tecnologias na vinificação, junto com a sua extraordinária sensibilidade para compreender e conseguir a melhor expressão, fineza e elegância do Cabernet Sauvignon; conseguiu levar o Don Melchor a um lugar de honra no cenário vitivinícola mundial, posicionando-o entre os grandes vinhos do mundo.

Com a colheita 2001 e 2003 conseguiu o quarto lugar entre os Top 100 vinhos do mundo pela prestigiosa revista americana Wine Spectator. Em 1997, fruto da aliança estratégica entre a bodega francesa Baron Philippe de Rothschild e Viña Concha y Toro, nasce a Viña Almaviva.

Para a elaboração da sua primeira colheita -1996-, e adicionalmente ao seu trabalho no Don Melchor, Enrique Tirado é nomeado co-enólogo da Almaviva junto com Patrick León, enólogo francês responsáve por todos os vinhos da Château Mouton Rothschild. Durante sete anos trabalham em conjunto atingindo grandes reconhecimentos da crítica especializada internacional.

donmelchor_7-vinho-cabernet

A partir do ano 2006 é nomeado diretor da Vinha Almaviva. Enrique Tirado é considerado pela imprensa nacional e internacional como um dos grandes enólogos do Chile. Sua personalidade rigorosa e excelência no trabalho conseguiram situar cada uma das diferentes colheitas de Don Melchor consistentemente dentro dos destacados vinhos de cada ano.

Ano após ano, sua mistura final é elaborada em conjunto com Jacques Boissenot, o destacado assessor francês dos mais considerados Chateaux de Bordeaux. É nesta instância onde voltam a unir-se os dois mundos, e onde ambos buscam colheita após colheita a fineza e a elegância dos grandes vinhos de Bordeaux e a grande expressão frutal dos vinhos do Novo Mundo. “O estilo, complexidade e fineza de Don Melchor, nasce do perfeito equilíbrio entre o solo pedregoso de Puente Alto, o vento frio que desce da Cordilheira dos Andes, o generoso clima do vale do Alto Maipo.

Adega do Restaurante Bartolomeu

IMG_5953a (2) (1).jpg

Veja como Participar da Wine Dinner  Don Melchor:

Data: dia 21 de novembro (segunda-feira), às 20horas

Preço do convite: R$650,00 (individual).

As vagas são limitadas e  só será garantida após confirmação de presença pelo telefone: 3442.1169

Endereço: SHCS cl. Quadra 409 Bloco C Loja 6 – Asa Sul
Telefone: (61) 3442-1169
bartolomeubsb@gmail.com
Horário de Funcionamento:
Terça-feira a sexta-feira: Almoço – 12h às 15h; Jantar – 20h às 00h; Sábado: 12h às 00h.
Domingo: 12h às 16h

– – – – – – – – –

Edição: Su Maestri

963730_736025869760121_1590637826_o

Imagens: Divulgação

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: