Mistral promove degustação dos vinhos da Quinta do Monte d’Oiro, a vinícola vencedora do famoso Duelo Ibérico – Blog Vinho Capital

VINHOS QUINTA.jpg

Tive o privilégio de participar de um jantar harmonizado com a  excelente degustação promovida pela Mistral Importadora  no Restaurante Dom Francisco, para apresentação dos vinhos da vinícola portuguesa Quinta do Monte d’Oiro, localizada na região vitivinícola de Lisboa, no Alenquer, que  é uma referência  desde o século XVII na produção de vinhos de alto padrão. A Quinta do Monte d’Oiro tornou-se um grande fenômeno, ovacionada na Europa após ter sido o grande vencedor do famoso Duelo Ibérico e da degustação de vinhos portugueses contra os melhores vinhos do mundo, incluindo nomes como Château Pétrus e Cheval Blanc.

sU E fRANCISCO.jpg
Su Maestri do Blog Vinho Capital e Francisco Bento dos Santos, diretor geral da Quinta do Monte d’Oiro

O  vinho mais expressivo da Quinta, o “Homenagem a Antônio Carquejeiro“, foi o grande campeão de uma série de degustações com os melhores tintos ibéricos, que aconteceram em Portugal e na Espanha, reunindo os melhores e mais famosos vinhos da península Ibérica. Com o sucesso nas grandes degustações de seus esplêndidos vinhos tintos, a Quinta do Monte d’Oiro sagrou-se  em curtíssimo tempo como uma das mais importantes vinícolas de Portugal.

IMG_4417.jpg

Sobre a Quinta do Monte d’Oiro

Enquanto degustávamos os elegantes vinhos da Quinta do Monte d’Oiro, Francisco me contou um pouco da história da vinícola, que possui 42 hectares e que apenas 20 ha foram replantados com as castas predominantes em seus vinhos, como: Syrah, Viognier e Petit Verdot, trazidas  das regiões originais da França, além das tradicionais portuguesas: Touriga Nacional, Tinta Roriz e Arinto.

jose-ben_14308338034f0c4a7f8f136
José Bento dos Santos, proprietário da Quinta do Monte d’Oiro

O projeto da Quinta do Monte d’Oiro iniciou-se em 1990 pelas mãos do pai se  Francisco Bento, sr. José Bento dos Santos, engenheiro químico-industrial, já consagrado grande empresário da gastronomia. Na primeira colheita em 1997, a Quinta produziu vinhos notáveis e de prestigio internacional. A partir de 2006, a Quinta implanta a agricultura biológica fazendo a conversão de seus vinhedos,  e implementando duas categorias de  vinhos: os vinhos de “terroir” e os vinhos de “cepage”.   A participação efetiva Francisco Bento Santos, sagrou-se em 2012 quando assumiu o cargo de diretor geral da vinícola, e esse trabalho em família rendeu à Quinta do Monte d’Oiro muito prestigio no mercado internacional. Seus vinhos estão presentes nos mercados mais exigentes como o europeus, americanos e asiáticos e são exclusivos em diversos restaurantes estrelados.

142_thumb11.jpg

Francisco Bento continuou dizendo que todo o processo produtivo da Quinta é realizado dentro dos mais altos padrões e rigor técnico, desde o trabalho nos vinhedos, aos processos de vinificação, que está sob o comando da  enóloga Graça Gonçalves, e conta com a consultoria técnica do experiente e respeitado Grégory Viennois, que atuou como  enólogo-chefe da Casa M. Chapoutier , e hoje é o diretor técnico da  Domaine Laroche produtora de grandes Chabis na Borgonha. Como todo projeto arrojado e exitoso a Quinta dos Montes d’Oiro tem sido reconhecida mundialmente e seus vinhos premiados na mesma proporção.

Sobre os Vinhos Degustados:

A degustação foi comandada pelo herdeiro e diretor geral da vinícola Francisco Bento dos Santos, com a presença de um seleto grupo de jornalistas e especialistas em vinho.

LIBRA 1

Quinta de Monte d’Oiro  Lybra – Viognier Arinto e Marsanne

Vinho com  bom equilíbrio entre as castas Viognier, Arinto e Marsanne. Límpido e brilhante e de  reflexos esverdeados. No nariz é aberto, preciso e elegante, com aromas muito finos de frutas cítricas. Na boca é muito mineral  e fresco, com notas de lima e flor de laranjeira. O final é muito aromático, confirmando o caráter fresco e pouco alcoólico do vinho. Muito delicado!

 

LIBRA SYRAH.jpg

 

Quinta de Monte d’Oiro Lybra Syrah 2007

De vermelho intenso e  com tons de violeta. No  nariz muita complexidade nas  notas de frutos silvestres, finas especiarias e um leve toque cacau e tostado. Na boca é um vinho com bom volume e estrutura bem agradável, taninos sedosos e redondos, onde tem destaque  a predominância da fruta  e as elegantes notas de barrica. Seu final é de média persistência. Vinho robusto!

MADRIGA´L.jpg

Quinta de Monte d’Oiro Madrigal Viognier 2012

Um grande vinho branco feito elaborado aos moldes de um Condrieu.  O Madrigal surpreendeu muito  com  seu ótimo corpo e complexidade. Aromas florais muito expressivo, com notas de figos, mel, frutas secas e geléia, em um conjunto maravilhosamente harmonioso com maturação de  6 meses em barricas de carvalho francês. Um branco sedutor no nariz e untuoso na boca, um Viognier de forte personalidade, com excelente frescor e elegância. Encantador!

 

TEMPORA.jpg

 

Quinta de Monte d’Oiro Têmpera by “José Bento dos Santos”, Tinta Roriz, 2009

O Têmpera é o primeiro vinho da casa feito com uma casta nativa, a Tinta Roriz e esse rótulo foi o vencedor do Duelo Ibérico organizado na Espanha. Resultado os espanhóis arrematam 23 da minúscula produção, o que torna o vinho ainda mais raro e procurado na Europa.

AURIUS RESERVA.jpg

 

Aurius by José Bento dos Santos, Touriga Nacional, Syrah e Petir Verdot, 2007

Seu magnífico Aurius é um excelente corte de Touriga Nacional, Syrah e Petit Verdot. Profundo e complexo, com aroma cativante e ótima presença de boca, é sem dúvida um dos melhores vinhos degustados e um dos grandes vinhos de Portugal

 

QUINTA RESERVA.jpg

Quinta de Monte d’Oiro Reserva, 2007

O espetacular  Quinta do Monte d’Oiro Reserva extremamente elegante, complexo e muito equilíbrio no corte de Syrah com uma pequena parcela da uva branca Viognier, a mesma mescla dos famosos Côte du Rhône. Eleito um dos Vinhos do Ano por João Paulo Martins, o mais influente crítico português, este belo tinto faz frente aos melhores Syrah do mundo, ostentando grande classe e personalidade.

 

SIRAH.jpg

Syrah 24 by José Bento dos Santos, Limited Editin, 2011

Este vinho foi elaborado a partir de uma seleção única de syrah, plantada na excepcional  parcela 24 e proveniente de vinhas velhas de mais de 60 anos da região francesa de Hermitage. A grande variabilidade genética da parcela 24 parcela dá origem a vinhos de extrema complexidade e elegância.

 

O Menu do jantar harmonizado no Dom Francisco

Como um dos restaurantes mais prestigiados e tradicionais da Capital Federal, por sua gastronomia e premiada carta de vinhos, o Dom Francisco caprichou nos pratos  que harmonizavam com os vinhos da Quinta do Monte d”Oiro. Confira o cardápio:

VINHO E CARNEVV.jpg

Entrada: Salada de legumes grelhados e vinagrete de manjericão

Primeiro Prato: Bacalhau dourado e legumes em confit

Segundo Prato: Pernil de cordeiro em redução no próprio molho e batatas coradas.

Sobremesa: Torta de  Castanha-do-Pará com sorvete de natas.

BACALHAUR E MELHOR.jpg

Os vinhos da Quinta do Monte d’Oiro podem ser encontrados na Mistral Importadora em Brasília, Tel: (61)3701.1000, no endereço SHIS QI 9, s/n bl J lj 3/4 – Lago Sul – Brasília

– – – – – – – – – – – – –  – –

Su Maestri lindissima

Edição: Su Maestri

Fotos: Su Maestri

Fonte: http://www.mistral.com.br

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: